Social media:   fb  twitter  yt  slideshare
 ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed
07/07/17

Reforma dá tudo ao capital, castiga trabalho, precariza emprego e arrocha renda

A Agência Sindical relaciona as maldades da reforma trabalhista, defendida pelo governo e amplos setores patronais.
Foto: Guilherme Santos/Sul 21Foto: Guilherme Santos/Sul 21

Com a proposta do governo de reforma trabalhista, a CLT sofre desmonte, desarmando a rede de proteção trabalhista tecida em décadas. A reforma garante todo poder ao capital, o máximo de economia aos capitalistas e baixo risco para os negócios. Por um lado, fortalece o ambiente para os negócios privados, mas introduz a insegurança jurídica para o trabalho.

Se precariza o trabalho, priora a condição do emprego. Se retira proteção na relação de trabalho, enseja redução de custos e arrocho nos ganhos. Se acode o capital, indica concentração de renda, dando mais poder ao mais forte e enfraquecendo quem já é fraco.O ataque ao custeio sindical, o afastamento do Sindicato das negociações coletivas e a manobra da comissão eleita sem o Sindicato, mostram que o capital busca não o Sindicato por empresa, apenas, mas o Sindicato da empresa.Temer - Um governo eleito pelo voto popular jamais encaminharia tal reforma. Para tanto, se necessita de um governo postiço e sem voto. Se for corrupto – como é o caso – melhor ainda, pois o capital manobrará para que se mantenha, desde que faça o serviço sujo.

Estudo

 A Agência Sindical divulga, em seus veículos próprios e nas redes das entidades a quem presta serviços, trabalho realizado por Rodolfo Viana, da Subseção do Dieese no Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região, que sintetiza de forma bastante didática as maldades da reforma trabalhista.

Segundo o economista, na forma como está colocado o texto em análise no Senado, a reforma será “um retrocesso de décadas nas parcas conquistas obtidas pelos trabalhadores frente ao capital”. “Ela privilegia o elo mais forte das relações de trabalho, empurrando o trabalhador para a desproteção e precarização dos seus direitos”, afirma.

Clique aqui e veja as principais maldades da reforma trabalhista.


Fonte: Agência Sindical


(publicado por Deborah Moreira)





Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.