Social media:   fb  twitter  yt  slideshare
 ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed
12/09/17

Futuro do ensino da Engenharia no País é tema de conferência na USP

CEO de uma das maiores empresas de material didático do planeta fará conferência sobre o futuro do ensino da Engenharia, que passa por uma fase de transição, causada pela evolução tecnológica. Evento terá transmissão online, ao vivo.

Imagem: Merrill College of Journalism Press Releases via Visual HuntImagem: Merrill College of Journalism Press Releases via Visual Hunt

Acontece na quinta-feira (14/9) a palestra "A Nova Ordem na Educação em Engenharia: Desafios e Perspectivas" no Instituto de Estudos Avançados da Escola Politécnica (EP) da Universidade de São Paulo (USP), com participação de Paul Gilbert, CEO da Quanser, uma das maiores empresas de material didático do planeta, e conhecedor profundo das tendências da educação em engenharia neste século irá discutir esta temática na companhia de pesquisadores do setor Luiz Bevilacqu e Mario Sergio Salerno.

“A evolução tecnológica promoveu mudanças emblemáticas no sistema educacional ao quebrar a rigidez presente no século 20 e trazer fluidez e insegurança no século 21. Esta transição afetou muito a educação em engenharia em todo o mundo e alguns reflexos já se fazem sentir em nosso país”, comentou José Roberto Cardoso, professor titular da EP-USP e coordenador do Conselho Tecnológico do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp), filiado à Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), representada pela CNTU, que mediará o debate.

Os debatedores buscarão responder as seguintes questões:

  • Como garantir que o estudante de engenharia adquiriu as ferramentas necessárias que o habilite a buscar sozinho o conhecimento ao longo de sua carreira?
  • As tecnologias emergentes criam lacunas de conhecimento. Quão rápido o sistema educacional das engenharias deve reagir para prover as habilidades técnicas para preencher estes espaços?
  • Como podemos avaliar, através de certificações globais confiáveis e amplamente exequíveis, as habilidades não-técnicas que gostaríamos que os estudantes de engenharia fossem dotados?
  • Que ideias criativas devemos ter para aumentar as habilidades fundamentais (técnicas e profissionais) nas regiões onde os recursos são limitados?
  • Como as universidades e as empresas devem trabalhar juntas para suprir as habilidades profissionais de nossos estudantes?

Estas questões permeiam as discussões que estão sendo levadas a cabo junto ao Conselho Nacional de Educação e a Secretaria de Ensino Superior do Ministério da Educação (MEC) para o estabelecimento das novas diretrizes que estão sendo concebidas para os cursos de engenharia do Brasil.

Conferencista

Paul Gilbert (Quanser)

Debatedor

Luiz Bevilacqua (UFRJ e IEA-USP)

Mario Salerno (EP e IEA - USP)

Moderador

José Roberto Cardoso (EP-USP)

Inscrições

Evento público e gratuito | Em inglês sem tradução | Com inscrição prévia obrigatória

Organização

Escola Politécnica - USP

Instituto de Estudos Avançados - USP

Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo



Fonte: Página do Instituto de Estudos Avançados da USP


(publicado por Deborah Moreira)





Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.