Social media:   fb  twitter  yt  slideshare
 ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed
05/04/18

Odontologistas participam de evento internacional em Brasília

Para o presidente da FIO, José Carrijo Brom, a partir da "experiência dos outros países podemos conhecer como funciona a gestão e a regulação do trabalho na saúde na União Europeia e no Mercosul".

Foto: Divulgação FIOFoto: Divulgação FIO

O presidente da Federação Interestadual dos Odontologistas (FIO), José Carrijo Brom, e o representante da FIO na Mesa Nacional de Negociação Permanente do SUS, Welington Moreira Mello, estiveram presentes em Brasília (DF), entre 26 e 28 de março, no I Encontro Internacional de Gestão e da Regulação do Trabalho em Saúde, promovido pelo Ministério da Saúde por intermédio do Departamento de Gestão da Regulação do Trabalho em Saúde (Degerts).

O evento reuniu representantes da Europa e da América do Sul em um debate amplo sobre temas interessantes como gestão integrada nas três esferas de governo; contribuição de desenvolvimento de uma rede nacional de gestão do trabalho em saúde com a colaboração interfederativa; perspectiva do Mercosul no campo da saúde; negociação no setor público: histórico e perspectivas; práticas colaborativas, o chamado trabalho em equipe, que também foi debatido; estruturação e fortalecimento da gestão do trabalho no SUS; desenvolvimento sustentável; dimensionamento da força de trabalho no SUS; desenvolvimento da gestão do trabalho em saúde na américa do sul. São temas que foram aqui ministrados e debatidos.

O presidente da FIO avaliou como importante o encontro porque permitiu conhecer experiências de outros países sobre essa temática. Foram trazidas experiências da Espanha, cujo sistema de saúde tem semelhança com o SUS, e da Argentina.  Também foram mostrados dados da União Europeia e do Mercosul. Porém, ressalta que “o evento deixou um pouco a desejar, já que não houve um debate mais aprofundado na questão da Carreira de Estado no SUS, que consideramos importante como uma ferramenta tanto de gestão como de estímulo ao trabalhador pela perspectiva que ele tem de poder se mover na carreira, de ser valorizado”.

A carreira do SUS só foi discutida quando o assunto foi levantado pelos representantes da FIO durante uma palestra. Carrijo acha que se discute muito as questões do Sistema Único de Saúde mas pouco se aprofunda numa questão que é muito cara ao trabalhador, que é o seu desenvolvimento como aquele que movimenta o sistema. “O SUS sem o trabalhador não existe”, afirmou.

Carrijo considerou a importância desse encontro, principalmente num momento conjuntural como este. “Discutir sobre questões do SUS nos permite defendê-lo, mostrar sua importância e alertar sobre os movimentos que visam destruí-lo. Haja vista os ataques que vem sofrendo desde o congelamento de seu financiamento até as questões consideradas como princípios constitucionais como universalidade, integralidade, participação da comunidade. A temática abordada no Encontro é pouco discutida. Nesse sentido considero, em síntese, positivo o evento, finalizou o presidente da FIO.

Na opinião do representante da FIO e coordenador da bancada dos trabalhadores na Mesa Nacional Permanente de Negociação do SUS, Welington Moreira Mello, o Lepe, o Encontro foi importante principalmente devido às dificuldades que os trabalhadores vêm encontrando nesse governo. “Precisamos de uma gestão democrática com a participação dos trabalhadores, tanto na formulação da política de gestão quanto na efetivação das ações”. Durante sua participação no evento, Lepe reforçou a necessidade da realização de um terceiro encontro Nacional de Mesas de Negociação, para fazer uma avaliação de todas as mesas existentes no país. “Se discutiu muito o desenvolvimento em rede nacional da gestão, mas para que isso realmente aconteça é necessário que a Mesa Nacional e as Mesas de estados e municípios façam parte institucionalmente”, avaliou. Lepe ressaltou ainda que “quando se fala em regulação do trabalho, existe uma tríade: para mudar a formulação, é necessário mudar a prática; e para mudar a prática é necessário mudar a regulação”.


Fonte: FIO
(com informações do jornalista Paulo Passos)

Leia também





Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.