Social media:   fb  twitter  yt  slideshare
 ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed
31/08/18

Nutricionistas em comemoração e em luta

Presidente da categoria analisa cenário da profissão, principais conquistas e lutas em celebração ao dia do profissional da nutrição.

 

 

Neste 31 de agosto é comemorado o Dia do Nutricionista. São 129.193 profissionais da nutrição em todo o Brasil, segundo dados do Conselho Federal de Nutricionistas (CFN), atuando em prol da saúde por meio da alimentação saudável. Para o presidente da Federação Interestadual dos Nutricionistas (Febran) e do Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo (Sindinutri-SP), Ernane Silveira Rosas, a data é de comemoração, mas também é um dia de protesto “por melhores salários e por reconhecimento da nossa capacidade”. Ele aponta como principal demanda da categoria a luta pelo piso salarial e a jornada de 30 horas, além da união dos profissionais em defesa das entidades representativas. Confira entrevista:    

 

Na sua visão, qual é a importância do profissional da Nutrição à sociedade?

Todos os nutricionistas formados têm conhecimento em nutrição humana, aprendemos quais patologias acometem o ser humano, a importância da higiene nas mais variadas faces (principalmente a higiene dos alimentos), quais são os alimentos que mais contribuem para a manutenção da saúde e quais causam surgimento das doenças, os quais devemos evitar o consumo. Enfim, se a população brasileira puder ser assistida por nutricionistas, com certeza, o País vai gastar muito menos na cura de doenças e pode investir em planejamento, em descobertas e inovações.

 

Qual foi a principal conquista da categoria que você pode destacar?

Posso citar a presença de colegas em programas de TV, dando orientações sobre a prevenção de doenças através da alimentação. E hoje, nas grandes clínicas, nenhum médico faz atendimento de pacientes sem encaminhá-lo para passar pelo nutricionista do consultório. Também os principais clubes brasileiros de futebol possuem um profissional da nutrição em suas equipes para melhor atender seus atletas. E muitos governantes já sinalizam a necessidade de contratar nutricionistas, para alcançarem o sucesso que seus programas sociais buscam. Hoje todos os nutricionistas sabem o papel importante que temos perante a sociedade e que devemos nos aprimorar todos os dias, para manter nosso espaço no mercado de trabalho.

 

Quais as principais demandas / lutas dos nutricionistas atualmente?

Estamos com várias frentes de lutas, que são todas muito importantes: primeiro, exigir que o Governo do Estado de São Paulo reconheça seu grave erro em pagar R$1.269,02 por mês para nutricionistas da merenda escolar. Estamos lutando desde 2013, da gestão Geraldo Alckmin, até a gestão do governador Márcio França. Nossa segunda grande luta é conquistarmos a aprovação do PL das 30 horas (Projeto de Lei nº 6.819/2010), aprovado pelo Senado Federal em 2010 e que, até abril de 2018, estava na Câmara de Deputados aguardando a criação da comissão especial, para apreciar e aprovar. Temos o apoio do deputado federal Odorico Monteiro (PSB-CE). Após a aprovação da Câmara, precisamos da sanção do Presidente. Como terceira demanda, precisamos fazer a categoria entender a importância de nos unirmos, de nos apoiarmos como profissionais e apoiarmos as entidades representativas, participando das suas decisões. Este ponto exige que nós do Sindinutri-SP aperfeiçoemos bastante nossa comunicação.

 

Nesse sentido, como o senhor vê o Dia do Nutricionista?

Considero o Dia do Nutricionista um dia festivo, o dia de comemorarmos os feitos da nossa categoria. Mas também é um dia de protesto. Protesto por melhores salários e por reconhecimento da nossa capacidade. Protestar contra a isenção de impostos a grandes empresas. Contra a permissão da graduação em Nutrição por EAD (Ensino à Distância), pois é um crime contra a saúde da população, com o único fim de arrecadação e eleitoral. Protesto contra a miséria e a fome que está aumentando assustadoramente em nosso País, com a população mais pobre pagando a conta da má administração e da corrupção. 

 

 

 

 

Jéssica Silva
Comunicação CNTU

 





Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

AGENDA

Sem eventos
 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.