ico mapa site Mapa do Site            ico rss Assine nosso Feed              yt ico
feed-image RSS
28/04/10

Expressões da Floresta

Ministério da Cultura disponibiliza R$ 14 milhões para projetos de jovens da Amazônia

Projetos culturais de jovens da região amazônica receberão cerca de R$ 14 milhões em financiamentos do Ministério da Cultura. Os financiamentos serão feitos por meio do Programa Microprojetos Mais Cultura na Amazônia Legal, que tem o objetivo de promover projetos de artistas, grupos artísticos independentes e produtores culturais da Amazônia.

Esta será a segunda edição do projeto. A estimativa do Ministério da Cultura é financiar cerca de 800 projetos culturais, pelo menos um em cada município da região amazônica. A Amazônia Legal é constituída pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, de Mato Grosso, do Pará, de Rondônia, Roraima e do Tocantins, totalizando 771 municípios.

Jovens artistas entre 17 e 29 anos residentes em localidades da região amazônica podem se inscrever. Nesta edição, além das inscrições pelainternet, poderão ser feitas inscrições orais por meio digital ou fita cassete enviadas pelo correio. A iniciativa auxiliará os candidatos que não saibam escrever ou não tenham acesso à internet. As inscrições vão até o dia 11 de junho e são gratuitas. 

Também podem participar pessoas jurídicas sem fins lucrativos que desenvolvam projetos socioculturais nos segmentos de artes visuais, artes cênicas, música, literatura, audiovisual, artesanato, cultura afro-brasileira, cultura popular, cultura indígena, design, moda e artes integradas (ações que não se enquadrem nas áreas anteriores ou que contemplem mais de uma área artística na mesma proposta).

A primeira edição, realizada em 2009 nas regiões do Semiárido nordestino, contemplou 1.228 dos quase 4 mil projetos inscritos. Os valores dos financiamentos variavam de um a 30 salários mínimos, dependendo da necessidade de cada projeto. Nesta edição, o valor do teto dos financiamentos subiu para 35 salários mínimos. 

De acordo com a secretária de Articulação Institucional do Ministério da Cultura e coordenadora executiva do Mais Cultura, Silvana Meireles, esse aumento atenderá o “custo amazônico”, criado para suprir as dificuldades de produção e divulgação encontradas pelos artistas da região. 

“A Amazônia Legal é uma região que não tem políticas públicas para a cultura. O custo amazônico virou uma prioridade para o governo federal. É sabida a dificuldade de acesso dos cidadãos da Região Norte, não só à cultura mas a vários segmentos. O Mais Cultura tem o objetivo de democratizar, indo até aos lugares mais distantes.”

O custo amazônico, definido na 2ª Conferência Nacional de Cultura, tem por objetivo contribuir para promover mais oportunidades aos jovens da região amazônica.

O produtor pernambucano Renato José de Oliveira Magalhães foi um dos contemplados com o financiamento na primeira edição do programa em 2009. Ele recebeu R$ 13.750 com um projeto sobre as Cavalhadas no Nordeste, que estão quase em extinção. Segundo Renato, o financiamento ajudou a dar início à divulgação das cavalhadas na região. “Com o dinheiro do financiamento, já promovi microfestivais com circuitos de cavalhadas em cinco cidades. O festival que realizei na semana passada, por exemplo, teve a participação de aproximadamente mil pessoas.”

Para Renato, a carreira de jovem empreendedor mudou completamente após ser beneficiado com o programa. “O financiamento me ajudou a realizar um trabalho diferente. É uma grande oportunidade para o jovem produtor. Agora posso realizar meus projetos pessoais. Depois do financiamento, recebi um convite para apresentar as cavalhadas em um festival na Espanha.”

Uma inovação da segunda edição do programa é a realização de 40 oficinas em diferentes municípios para facilitar as inscrições de projetos em regiões mais afastadas.

Os editais e formulários de inscrição estão disponíveis nos sites do Ministério da Cultura (www.cultura.gov.br), do Programa Mais Cultura (http://mais.cultura.gov.br) e da Funarte (www.funarte.gov.br). 

Inscrições orais deverão ser enviadas para o endereço da Funarte em Brasília: 
Programa Mais Cultura – Ação Microprojetos Amazônia Legal, 
Coordenação de Difusão Cultural da Funarte/MinC,
Eixo Monumental, Setor de Divulgação Cultural, Lote 02
CEP: 70.070-350 - Brasília - DF

Fonte: Agência Brasil 



+ Notícias

Adicionar comentário

Ações

Uma iniciativa da CNTU em prol do desenvolvimento nacional e do bem-estar da população. São oito temas para ajudar a mudar o Brasil.

Saiba mais

Biblioteca CNTU

Um espaço para você encontrar facilmente informações organizadas em apresentações, artigos, legislações e publicações.

Saiba mais

AGENDA

 SDS Edifício Eldorado, sala 108 - Brasília/DF

Tel (61) 3225-2288

© Copyright 2015 - Confederação Nacional dos Trabalhadores
Liberais Universitários Regulamentados 
Fundada em 27 de dezembro de 2006.